Cupidos modernos

cupido2Timidez, dificuldades em relacionamentos anteriores, traumas, bloqueios emocionais e até comodismo. Muitos são os motivos que levam uma pessoa a trocar a tradicional paquera por métodos intermediados de aproximação.

De agências matrimoniais a sites de relacionamento, existem muitas possibilidades para quem quer um parceiro e não consegue, por conta própria, encontrá-lo.

Os cupidos

A agência matrimonial Espaço Cupido, localizada no Barbalho, é a mais antiga de Salvador. Funcionando há treze anos, sempre dirigida pelo psicoterapeuta Jorge Carvalho, é a única cadastrada e com CNPJ na cidade. O espaço surgiu da prática de Dr. Jorge na área clínica: “Eu observava as pessoas com muitas dificuldades de relacionamento”, conta. “Existem duas dificuldades básicas: primeiro a timidez, que impede que os relacionamentos se desenvolvam, e depois as escolhas equivocadas de parceiro, que geram relacionamentos que duram pouco, um ou dois meses no máximo”, complementa Jorge.

Para criar o espaço, Jorge inspirou-se na agência paulista Happy End, famosa na década de 90 e criada pela apresentadora Márcia Goldschmidt. O Espaço Cupido já teve, ao longo de sua história, mais de 500 clientes. Atualmente 60 pessoas encontram-se cadastradas e a espera de um parceiro ideal. Jorge conta que, a cada 30 tentativas, uma resulta em casamento e a cada dez aproximações quatro dão em namoro.

Dirigida por Marluce Silva, a agência Ele & Ela é mais modesta. Funciona no próprio apartamento da proprietária, no bairro de Pernambués. Há onze anos, após sofrer um acidente e quebrar as duas pernas, Marluce resolveu fundar a agência porque precisava trabalhar em casa. A proprietária e única funcionária da agência não sabe especificar quantos clientes tem no momento, mas assegura que ao longo do tempo de funcionamento a Ele & Ela já atendeu aproximadamente 500 pessoas.
  
Fichados

Ao inscrever-se em uma agência matrimonial, o primeiro passo é preencher uma ficha. Nela, o cliente informa desde os dados básicos, como nome, idade, cor da pele, altura, peso, religião e profissão. Depois perguntas mais específicas são feitas, como renda, escolaridade, tipo de música que prefere, hobbies, se possui imóveis e automóveis próprios. O consumo de bebidas alcoólicas e cigarro também devem ser informados. Os questionários visam definir o perfil dos clientes e aproximar os mais parecidos. A precisão e a pretensão de seriedade é tamanha que até o uso de dentadura é questionado, por exemplo, na ficha da Ele & Ela. Contudo, apesar da tentativa das agências em abarcarem o máximo de características possível através dos questionários, muitas vezes os critérios tomados como base para a procura do parceiro ideal não constam nas fichas e são definidos pelos próprios clientes. “Uma vez, um rapaz que era músico só queria namorar uma mulher que tocasse algum instrumento musical. Como isso não constava na ficha, eu tive que perguntar a cada candidata. Demorou, mas eu acabei encontrando uma pianista. Eles se conheceram e começaram a namorar”, conta Jorge.

Segundo Marluce, ela atende pessoas dos 18 aos 80 anos. No entanto, ambos os donos dizem que a faixa etária mais comum dos candidatos é entre 30-50 anos. Jorge diz que os jovens se interessam menos pelos serviços da sua agência porque têm mais facilidade em relacionamentos, mas nem por isso ele deixa de ter clientes com idade de 20 a 30 anos. O processo de aproximação dos casais acontece da mesma maneira em ambas as agências: os candidatos são entrevistados, seus perfis analisados e os mais parecidos são colocados como possíveis parceiros. Depois disso, tratando-se de cliente do sexo masculino, por exemplo, este tem acesso às fotos das mulheres e escolhe as que lhe interessarem. Feito isso, entra-se em contato com a eleita e, se esta concordar, os dois poderão marcar um encontro. O local é decidido por ambos.

Internet

Outro meio utilizado para encontrar possíveis parceiros é a Internet. Além do Orkut, no qual há a possibilidade de conhecer pessoas, existem serviços na web próprios para quem está à procura de um relacionamento sério, amizade ou apenas sexo. Um desses serviços é o Yahoo Encontros. Foi através dele que o estudante F. M., de 24 anos, já tentou encontrar algumas garotas. “Tinha vontade de conhecer pessoas de uma forma mais fácil, já que o método normal é um tanto difícil para mim”, relata.

Durante esta fase, o rapaz chegou a encontrar-se com cinco ou seis garotas conhecidas através desse serviço, mas todas o dispensaram. “O mais perto que cheguei de um relacionamento foi ter conseguido ficar com a amiga de uma delas, que também compareceu ao encontro”, conta o estudante. Atualmente, o jovem, que conheceu a atual namorada pelo Orkut, acredita que era ingênuo na época por acreditar que pudesse encontrar uma alma gêmea em sites como o Yahoo Encontros. “Pode ser divertido entrar em sites assim para conhecer pessoas, mas não se deve levar muito a sério, nem mesmo esperar que vá ficar mesmo com alguém”, diz.

Um Comentário para “ Cupidos modernos ”

  1. topkapi@satis.comedies” rel=”nofollow”>.…

    áëàãîäàðþ!!…

Deixe um Comentário

Pode usar estas tags XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>