Banda Larga brasileira

vanessa

Embora venha apresentando crescente número de usuários, a Banda Larga ainda é pouco difundida. A caminho da popularização, a conectividade em alta velocidade esbarra no alto custo das tarifas, na pequena abrangência e na baixa velocidade.

O Brasil ainda não possui regulamentação clara para moderar o setor, por isso não existe nada que indique qual é a velocidade mínima para uma conexão ser considerada banda larga. A União Internacional de Telecomunicações (UIT) considera que existe uma conexão de banda larga efetiva entre 1,5 a 2 megabits, mas a companhia telefônica garante apenas 10% disso. A Banda Larga brasileira varia entre 300kbps e 12mbps, porém, em algumas cidades, como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, já existem serviços de 30, 60 e 100mbps. O valor do serviço? Cerca de R$500,00 por mês, valor que passa longe da capacidade aquisitiva da maioria dos brasileiros.
A baixa concorrência também contribuiu para a criação de um ambiente totalmente discrepante com o resto do mundo. A banda larga no Brasil custa quase 400 vezes mais do que em países como os Estados Unidos, que oferecem um produto de melhor qualidade. Os custos estão fortemente ligados a uma prática exagerada de preços que são cobrados pelas empresas de telecomunicações (Telecom)
Um estudo das Nações Unidas feito, no primeiro semestre deste ano, em 154 países, classificou o Brasil como uma das nações com o serviço de banda larga mais caro do mundo. O custo da banda larga coloca o Brasil na 77ª posição, com índice de 9,6, atrás de outros países emergentes como Argentina (7,6), México (5,3) e Rússia (2,2). Promovido pela União Internacional para as Telecomunicações (UIT), o estudo avaliou a qualidade da infra-instrutora Telecom, o grau de inclusão digital em cada país e o custo que estas tecnologias têm para o usuário final.

Um Comentário para “ Banda Larga brasileira ”

  1. cambridgeport@camden.reciprocate” rel=”nofollow”>.…

    áëàãîäàðåí!!…

Deixe um Comentário

Pode usar estas tags XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>