Você sabe o que é Pajubá?

O Pajubá é um dialeto que tem origem no Nagô e Yorubá, linguagens de matizes africanas, muito utilizado pela população GLBTT (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Segundo Keyla Simppson, presidente da Atrás – Associação dos Travestis de Salvador, o Pajubá é utilizado na capital soteropolitana há 40 anos, mas agora vem ganhando mais força. “Começamos a falar na época da ditadura, por conta da repressão policial e para despistar na presença de alguém indesejado. Hoje os gays também incorporaram, e boa parte da população homossexual comunica-se desta forma”.

As expressões em Nagô e Yorubá do Pajubá veem do Candomblé. Segundo o educador Ricardo Contreiras: “até os gays que não são ligados ao candomblé incorporam o dialeto ao vocabulário, porque o candomblé não discrimina o fato de ser gay” e adverte: “não se deve ligar o candomblé à homossexualidade, as pessoas vão para lá buscar a espiritualidade não a sexualidade” .

Apesar de não possuir nenhum tipo de registro formal em documentos ou livros, o Pajubá é falado em todo o Brasil . Em algumas regiões pode ser conhecido como Endaca, Bat ou Bajubá. “Como as travestis são uma população muito móvel o dialeto passou de boca a boca e foi assimilado rapidamente”, explica Keyla

Dara, travesti de 32 anos,  trabalha há 20 todas as noites nas ruas da Avenida  Carlos Gomes e Avenida Sete de Setembro, para ela o Pajubá é ótimo: “Quem não é do babado, não sabe do que a gente tá falado” Contreiras discorda: “O Pajubá é engraçadinho nos momentos de descontração, mas eu acho que gírias não são legais, elas sempre empobrecem a língua”. Divergências à parte é inegável que este dialeto é cada vez mais utilizado por uma parcela expressiva da população de Salvador e merece um pouco mais de atenção.

Dicionário de Pajubá:

Tô colocada = Bêbada, chapada.
Tá boa, Santa? = (irônico) como quem diz Tá doida?
Preciso arrumar o picumã = arrumar o cabelo, dar um jeito no Visu
Inhaí!! = oi, derivado do “E aí?”
Pelo Amor de Dadá! = Pelo amor de Deus!
Desaquenda desse bofe! = Larga esse cara!
Aquenda o Oti pra mim? = Pega uma bebida pra mim?
Padê = cocaína. Usa-se “aquela bicha é padêzeira”
Xanã = cigarro.
Taba = maconha
Tô lôca do meu EDI!!! = Tô louca do meu cú.
Não vou me jogar hoje. Acabou o aqüé. = Não vou dançar hoje. Acabou o dinheiro.
Depois do Bafo que rolô na Buati, a rua encheu de Alibã = Depois da confusão na danceteria, a a rua encheu de policiais.
Bafo, Babado = pode significar briga/confusão ou algo muito bom, dependendo do contexto. “A festa foi um BAFO! ” (legal). ”
Aff, lá vem aquela racha uó! = Lá vem aquela mulher que ninguém gosta. Uó é sinônimo de péssimo.
Ocó, Cafuçú e Bofe = homem
Cona = vem de Maricona, Bicha Velha.
Fazer = transar. “Fiz a gata ontem” = transei com a gata ontem. Ele tá louco pra me fazer!
Michê= prostituto masculino
HT = heterossexual
Erê = bicha ainda muito jovem. Criança ou que se comporta como tal.
Bi, Bill, Biba, Mona = Bicha.
Amapô, Racha = lésbica, mulher

 

 

 

 

 

 

 

Um Comentário para “ Você sabe o que é Pajubá? ”

  1. secretariate@ticks.designating” rel=”nofollow”>.…

    thanks….

Deixe um Comentário

Pode usar estas tags XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>